Digo eu.

Allô Allô, Brasileiro,
Àqueli abraçooooooooo.
Dá vontade de cantar, quando se fala do Brasiuuuuuu, mas, depois, muito depois, pensa-se um bocadinho e só dá mesmo é vontade de chorar.
A minha senhora é fã incondicional daquelas paragens, a mim, custa-me imenso, só de pensar no assunto fico com uma falta de paciência do tamanho do Cristo Rei.
Sim, eu sei, é bonito pra chuchu, tem água de coco, tem cachaça, picanha, mulata com bumbum de cortar a respiração, mas mesmo assim, não consigo pensar numa única razão que me arraste para lá.
Que me desculpem todos os brasileiros, mas aquilo é um país de merda. Não se consegue mesmo entender como é que é possível, com as potencialidades que existem, serem assim tão fraquinhos. Faz-me pensar nos Estados Unidos da América, que são outros palermas.
Assim de repente, quem estiver a ler este blog, poderá pensar que eu sou racista, ou ando a arrastar a asa para os lados do prn, mas não tem nada a ver com isso, pois tenho amigos brasileiros, de quem gosto imenso, mas se pensarmos friamente no assunto, são um povo que ficou pelo caminho. Faltou-lhe um bocadinho assim…
Tirando isto tudo, quando vejo imagens de mulatas a dançar samba (que ainda poderia ser um motivo de entusiasmo (a armar ao macho…) pelo ritmo) lembro-me sempre dos filmes pornôôô brasileiros, que, muito sinceramente, cumprem a sua função.
MI FODGII CARALHUUUUUUU! AIIII! UIIIIIIII!
Só dá mesmo é para adormecer. Digo eu.

Deixar uma resposta