Arquivo mensal: Novembro 2007

Santa resposta.

“Desde que comprei um vibrador à minha mulher, que ela é incapaz de estar sem esse adereço erótico sempre que fazemos amor. Será que já não a satisfaço?”

in Maria

Resposta:
“… se a sua mulher aprecia os jogos amorosos que incluem o vibrador, colabore com ela sem pensar que está a ser posto em causa.”

Manias.

Gostava muito de saber mais umas coisas.
Coisas boas, daquelas que nos fazem sentir melhor, mais enriquecidos mesmo. Não estou a falar de dinheiro, claro, mas sim daquele género que nos fazem sentir que somos melhores seres humanos.
Quem ouvir até pode pensar que eu tenho a mania que sou mais evoluído que os outros, mas não tenho, tenho antes outras manias. Por exemplo: gosto de pegar no despertador e pôr para acordar às 7.12 ou 7.17, consoante o que tenho para fazer, nunca consigo variar para outros números, pois acho que não vou conseguir acordar… Quando não tenho aulas de manhã, ponho o despertador para as 7.37, por “desporto”, pois o ser humano do costume tem por hábito acordar mais cedo, mas gosto de saber que ainda posso ficar na cama até àquela hora.

Nunca mais chega.

Estou aqui na escolinha, na espera de mais trabalho. Comi um chocolate. Lembrei-me da minha casa. Ainda vou ter de estar por aqui ate as seis e meia da tarde… para quem aqui chegou as oito e meia da manha, e dose. Ainda por cima os acentos deste pc, da escola, nao estao a dar, o que pode parecer um desleixo da minha parte, mas nao e…

Não tem remédio.

Provavelmente somos todos iguais. A mim acontece-me muito. Esqueço-me de tomar nota, num papelinho, bloco ou caderninho, das ideias que vou desenvolvendo ao longo do dia. Aos anos que isto se vem repetindo e aos anos que eu repito para moi memme que tenho de começar a tomar notas. Tenho vários blocos e caderninhos, papelinhos nem se fala, e o resultado era sempre o mesmo, até que eu vi a luz. Vi um caderno de linhas que é um trambolho, grande e que, para andar com ele, tenho de o meter na pasta. Dito e feito. A maior parte das sagradas escrituras foram registadas primeiro nele e só depois transcritas para aqui, sempre com ligeiras alterações, mas respeitando o essencial. Claro que a pasta nem sempre está à beirinha e, por isso mesmo, continuo a deixar escapar muita informação, mas que se há-de fazer?

Vai.

Amanhã vou começar a minha busca. Já ando atrás de um fato brilhante há muito tempo. Adoro aquele tcharam… do brilho e, é verdade, não tem nada a ver com qualquer coisa mal resolvida. Simplesmente adoro aquele brilho e acho que tem tudo para me ficar bem. Por isso vou dar umas voltas, vou a umas lojas de roupa usada.
Se por acaso alguém tiver ideia/visto/souber onde existem, mi liga, vai.