Já chega.

Há outra coisa que me faz aquele tipo espécie, aquela espécie que só se diz a esta hora. Não consigo achar piada nenhuma, mesmo piadinha, a músicos. Aquela coisa do artista. O tal, artista. Não consigo. Eu sei que isto deve ser muito pessoal, que provavelmente muito boa (boa mesmo) gente, deve conviver pacificamente com músicos. Só tenho de lhes tirar o chapéu. Claro que, se formos a ver, deverá ser um chapéu com plumas, como alguns músicos acham que devem usar, por ser extravagante. Aliás, o termo extravagante, vai de encontro àquilo que eu quero dizer: lavagante. Tem umas patinhas gostosas. Que costumam estar pintaditas com verniz, às cores, cores garridas como convém. Fashionable.

Acho que me vou deitar, que se faz tarde.

Deixar uma resposta