Que me doí, lá isso doí.

girafinha

A natureza tem destas coisas. Há pouco, quando estava a rapar as folhas das árvores do quintal (são cinco num quintal minúsculo…), já vergado ao peso da idade, e com um monte de folhas caídas aos pés, sinto uma picadela numa perna. Porra, que me doeu. Levantei a calça e vejo a sair uma abelha. Fiquei com a dor e com a preocupação. Faz anos que não levo uma ferradela de uma abelha. Não sei, portanto, se desenvolvi uma alergia à picada da abelhinha querida. Preocupado, faço queixinha à minha rica senhora, que ainda se encontrava em casa e prestes a arrancar para o trabalho. Ai, e tal, doí-me a perna. Será que vou fazer alergia? Já puseste uma faca em cima da picadela? Pergunta a minha rica senhora, cheia de boas intenções. Que não, respondo eu. Mas isto vai ficar como? Se ficar muito inchado e arrocheado é porque estás a ter uma alergia daquelas em que vais ter de ir para o hospital. Ah, pronto, não me parece, mas vou ficar atento.

1 thought on “Que me doí, lá isso doí.

Deixar uma resposta