Há dias e dias.

Isto de estar na escola a matar tempo tem que se lhe diga. Matar tempo é aquela expressão para quem está mais do que aborrecido por ter que ficar na escola, sem nada para fazer durante umas… quatro horas. Dá vontade de esganar alguém, mas é a vidinha e os horários estão feitos como estão, não há mais nada a fazer. Por isso virei-me para o portátil, mas não tenho fotografias nenhumas e isso também me aborrece. Nada corre bem, hoje, porque nos outros dias corre maravilhosamente. Ponto. Mas hoje é que interessa… por isso pego no ipod e ouço o quê? O que lá tenho, como é evidente, mas o que lá tenho também me aborrece… o que é uma pena, porque fui eu que lá pus o raio das músicas. Isto promete. Promete um dia aborrecido. E como já estou aborrecido não consigo escrever mais nada porque não tenho um raio de uma imagem… nem tenho um raio de uma música de termos…

Deixar uma resposta