Post caseirinho, caseirinho, caseirinho…

A vida lá continua. Entre papeladas que são necessárias preencher, reuniões que tenho de assistir e uma verdadeira parafernália de burocracias, lá vou eu indo, meio zombie e fazendo tudo mecanicamente. Chega a esta altura do ano e é sempre a mesma coisa, sempre o mesmo cansaço e só quero que tudo isto acabe o mais depressa possível. Entretanto, eu tenho vida própria, tá? O jardim está pronto e só faltam uns vasos para que tudo fique bem. Ufa, que deu trabalho. As minhocas estão a adorar e logo que chegam a casa vão para lá, saltar à corda, pintar numa mesa própria ou simplesmente ficarem à treta uma com a outra. Só por isto, já valeu a pena o esforço. Depois tenho uma carrada de livros para ler, que mal tenha um tempinho (guito) para comprar uma cadeira, daquelas para o jardim, em que quase se adormece só de nos enfiarmos nela, faço tensões (das verdadeiras) de despachar algumas leituras inacabadas para depois passar às novidades. Por incrível que pareça, ainda me faltam cinco desenhos para acabar as ilustrações que irão acompanhar o livro da minha rica senhora. Esta é, sem dúvida, a parte mais difícil porque precisava de ficar mesmo sossegado para conseguir ganhar força para terminar o trabalho. Vamos ver.

E assim anda o meu mundo, lentamente e sem pressas, mas com muita plenitude e muita certeza do que pretendo fazer.

2 thoughts on “Post caseirinho, caseirinho, caseirinho…

  1. admin Autor do artigo

    Eu sou uma desgraça… a história está pronta há dois meses… e só faltam mesmo as ilustrações…

Deixar uma resposta