Que canseira…

Domingo à tarde é sempre… domingo à tarde. Como não nos atrevemos a sair, seja lá para onde for, aproveitamos sempre para trabalhar na casa. A mim calhou-me uma tarefa ingrata. Dei início ao corte da cerejeira que está no jardim. Custa-me imenso ter que cortar uma árvore, a sério que custa, mas tinha mesmo que ser. Já foi várias vezes podada e continua a crescer desenfreadamente. Tem um tronco grossíssimo e as raízes estão a levantar o chão do jardim. É uma pena. Lá peguei no serrote e fui cortando, cortando, até ficar completamente esgotado. Nem sinto as mãos nem os braços e ainda vou a metade. Para o próximo domingo há mais… porque agora tenho de ficar de molho para logo conseguir acariciar a minha rica senhora, que ela bem precisa…

2 thoughts on “Que canseira…

  1. admin Autor do artigo

    Tens razão Luís, vai ser muito difícil conseguirmos endireitar este país. Como muitos outros, também eu estou a ficar com a minha vida de pernas para o ar, tal como a bandeira, e ainda por cima amarradinho, à mercê dos malvados:)
    É difícil manter a serenidade nestes momentos conturbados mas estou de acordo contigo: somos um GRANDE POVO e vamos saber dar a volta por cima desta escumalha que nos desgoverna há décadas.
    E sim, também és um fofinho e sim, também gosto muito de ti:)
    Abraço grande Luís:)

  2. José Luís Ferreira

    Há razões pelas quais “gostamos”de algumas pessoas em especial. Uma das razões porque “gosto” especialmente de ti, é precisamente pela forma actual como te fazes apresentar. Passo a explicar: Na semana em que tanto deu que falar o astear da nossa Bandeira, símbolo Nacional, de pernas pró ar, apresentas-nos a tua foto na mesma posição. Espero que se deva apenas ao esforço de serrar a cerejeira e que portanto, não te estejas a sentir tal como o País. Nem Ele nem tu merecem que os ponham em tal posição. Corrige a tua porque depende só de ti, a do nosso pequeno País e do nosso GRANDE POVO está na dependencia de muitos filhos da puta (eu bem que duvidáva quando me diziam que as putas não davam filhos) que nos andam literalmente a roubar há já muitos anos, começo a achar que nunca mais nos endireitámos, venha quem vier….

Deixar uma resposta