Cinema

Muito gostava eu de ir ao cinema. Digo gostava porque já não vou ao cinema há uns anos largos, mais propriamente desde que a Rita nasceu. Perde-se por um lado, ganha-se por outro, mas tenho pena porque o cinema que me ficou gravado na memória foi aquele das emoções em conjunto na sala grande, de sentir alegria, tristeza, angústia, euforia, e que, quando se acendem as luzes, fica aquela sensação de cumplicidade. Penso que muita gente sente a mesmíssima coisa.
De há uns tempos para cá (pelo menos até há quatro anos atrás) o cinema é diferente, há muito ruído extra, muita pipoca, muita coca-cola, muita gente que come de boca aberta e a quem só falta o palito no final. Irritava-me um bocadinho, mas como também já não vou, não sinto nada…
Mas tenho saudades. Por muito que acompanhe, nos jornais, na televisão, as novidades que vão saindo e com os DVDs que vou conseguindo comprar (poucos) nada se compara àquela sensação de estar numa sala grande, em conjunto com outras pessoas, a ver um bom filme.
Eu sei que nos tempos que correm é um bocadinho palerma comungar sensações e emoções com outras pessoas, mas eu cresci nesse tempo dos cinemas do Porto (que já não existem…) em que uma ida ao cinema tinha o seu quê de mágico.

5 thoughts on “Cinema

  1. Pedrrinho

    Eu gostava de comungar ctg uma coisa..entao tens um raio de um blog e nao dizias nada??????????????’pahh..a serio..so te quero chamar de ranhoso pa cima..tivestes mali

  2. manticora

    Depravado???
    Eu???
    Salvo seja.
    Olha que era Rita Lee que cantava essa musiquinha… o Robertito era mais “O que é que você fai fazer no domingo à tarrrrrrde”.
    Outros tempos.

  3. E entre um golo do FCP e um comentário menos simpático em relação ao Benfica… Pimba…Trungla…Zás… ouvia-se ao longe o som melodioso da voz do Roberto Carlos cantando…”No escurinho do cinema…”.
    Bons tempos… Seu depravado!!!!

  4. meteamorfode

    ir ás matinées ver filmes hardcore de 5ª categoria, fazendo te acompanhar de um jornal desportivo ahahahhahahahah

Deixar uma resposta