Duas valem menos do que quatro.

Num dos foruns de scooters que costumo frequentar, já não me lembro qual, li uma frase que resume bem aquilo que deve ser a postura de quem anda de mota, neste caso de scooter; “de santinhos com prioridade, está o céu cheio deles…”. Penso que é bem ilustrativo da realidade das nossas estradas. Quem anda de mota nunca tem prioridade, nunca pode entrar num cruzamento tranquilo, tem que estar sempre atento a quem vem, e até nos semáforos tem que se espreitar. Bem sei que há para aí muito motoqueiro que só faz asneira, mas esses são na mesma proporção dos que andam de carro e também só fazem asneiras. Eu estou a falar do comum do automobilista que acha sempre que a mota se pode encostar à berma, que para fazer uma ultrapassagem não precisam de mudar de faixa e passam tangentes que abanam as motas, colocando em perigo quem nelas vai.
Enfim uma data de situações de menor respeito por quem anda em duas rodas.

1 thought on “Duas valem menos do que quatro.

  1. Bem… Altamente… ” quem anda em duas rodas”. Bora a mandar abaixo duas bejecas?!!! KAKAKAKA

Deixar uma resposta