Voltarei ao assunto.

Todas as pessoas têm as suas preferências. Umas gostam de passar a vida a comer, outras a ler. Há quem seja obcecado por cinema e outros por música. Existem os tarados por mulheres, por homens ou pelos dois. Há quem seja doente pelo fêcêpê e há os dos outros coitados. Há-os complicados, descomplicados e outros sabores. Uns vivem para o corpo, outros esquecem-se dele.
Eu nem sei muito bem o que mais enumerar, porque a diversidade do ser humano é tal que não se vislumbra um final feliz…
Cá estarei brevemente, para dar conta das minhas preferências.

Leave a Reply