Esse é o caminho.

Quando estamos zangados, com o que quer que seja, corremos o risco de dizermos/fazermos coisas de que mais tarde nos vimos a arrepender.
Os actos ficam com quem os pratica e as afirmações com quem as profere, boas ou más são o espelho da nossa alma.
Só temos mesmo é de pensar nelas, reflectir sobre as suas consequências e, como diz um anónimo qualquer, potencializar os defeitos é transformá-los em qualidades.

Deixar uma resposta