O meu amigo alter.

Já passei por tanta coisa. E para quê? Porquê?
Tinha necessidade de passar por tudo o que já passei?
Claro que sim, diz aquele, o alter ego.
O tanas, apetece-me dizer eu.
Essa coisa do discurso da evolução mental, de estarmos de bem com a nossa consciência, é muito bonito, não digo bonitinho porque um homem tem de se resguardar, na internet, se não até dizia.
Esta coisa das pessoas serem muito contidas, muito a pensarem nos assuntos, não leva a lado nenhum, digo eu desconfiado.

Deixar uma resposta