Já o devia ter escrito ontem, mas a emoção…


Adivinhem lá. É difícil? Não me parece… Claro que só podia ser no Estádio do Dragão!
Foi a minha primeira vez. E logo com um jogo internacional! ADOREI. Tirando o lado clubístico da coisa, não podia deixar de ver, rever e tornar a ver o lado estético da coisa. Não há dúvida nenhuma em poder considerar uma obra prima de arquitectura aquele magnífico estádio. Aquele ambiente parecia um autêntico desenho animado, a relvinha parecia um tapete, igual ao que eu costumo comprar para simular a relva nas minhas construcções modelísticas (comboios, diga-se).
Depois há o resto, o ambiente frenético, eléctrico, excitante, de quem assiste a um jogo naquele estádio. Gritei, bati palmas, não disse palavrões porque estava na companhia de uma senhora, mas vibrei com o espectáculo.
Outra curiosidade, a quantidade de mulheres que vão ver futebol naquele estádio é surpreendente, tendo ultrapassado largamente as minhas expectativas.
Só tenho mesmo é de agradecer, do fundo do coração, à Marisol, por me ter proporcionado este momento inesquecível.

3 thoughts on “Já o devia ter escrito ontem, mas a emoção…

  1. Eu concordo com o primeiro comentário!!!
    Além disso, o azul é uma cor fria… já o vermelho…é quente, apaixonante….

  2. Oliveira Rio

    Aquele magnífico estádio como tu lhe chamas, visto da circunvalação, parece um verdadeiro bidé gigante. Enfim haverá gostos para tudo, até para se ser Andrade

Leave a Reply