Daqueles dias.


Esta foi mesmo para a fotografia. Tinha de ficar registado o meu primeiro dia de Coro da Escola Secundária de Rocha Peixoto. É daquelas verdades que não parecem verdades. Vá-se lá saber porquê. Nunca cantei na minha vida, nem sei muito bem se vou dar conta do recado, mas senti o apelo e não fui capaz de resistir.
Sinceramente, sinceramente assim muito sinceramente, mesmo sinceramente, acho que fui para o Coro da Escola para que as minhas filhas me irem ver cantar.
Esta coisa de ser avô, perdão, pai mexe mesmo com as pessoas e acabo por constatar de que sou capaz das maiores barbaridades só para as fazer felizes.

4 thoughts on “Daqueles dias.

  1. Anonymous

    Já esqueceste da figurinha que fizeste a cantar o “chicklette”, o paradigma dos “hit-parades”?

  2. papacatequistasdoprioradodesião

    caro ruizinho de ramalde, magnifico professor de artes e afins…. alem de ser corista, informaram.me que descende de uma linhagem bastos-oliveira que foram lidimos servidores do tempo da senhora dos remedios, coristas da sé, ajudantes de missa do priorado de lamego e terras da pena….

    que raça és????? és pandula com essa fatinho….. o diacono remedio veste melhor

    abraços do teu sogro reverendissimo, estremoso mas tb exigente no que trata a viver o evangelho….

    ja te marquei o descarrego que tanto precisas ,,,,

  3. boss

    Mas, vamos lá ver, assim sem exageros, só como quem quer a coisa, nas calmas, sem stresses, não poderá, digamos, suceder, na realidade o que for, enfim, quando acontecer, ou seja, quando elas assistirem ao coiso, o choque não será demais? não? não?
    Olha que se calhar elas não merecem, ah? ah? Vê lá … Até porque acho que elas gostam bastante de ti e depois, enfim, nunca se sabe, né? Vale o risco? Vale?

  4. meteamorfode

    estas a brincar nao estas????
    mas assim de fatinho e esses oculos de massa salazarentos…… se a foto fosse sepia ate acreditava….

Leave a Reply