Não tem remédio.

Provavelmente somos todos iguais. A mim acontece-me muito. Esqueço-me de tomar nota, num papelinho, bloco ou caderninho, das ideias que vou desenvolvendo ao longo do dia. Aos anos que isto se vem repetindo e aos anos que eu repito para moi memme que tenho de começar a tomar notas. Tenho vários blocos e caderninhos, papelinhos nem se fala, e o resultado era sempre o mesmo, até que eu vi a luz. Vi um caderno de linhas que é um trambolho, grande e que, para andar com ele, tenho de o meter na pasta. Dito e feito. A maior parte das sagradas escrituras foram registadas primeiro nele e só depois transcritas para aqui, sempre com ligeiras alterações, mas respeitando o essencial. Claro que a pasta nem sempre está à beirinha e, por isso mesmo, continuo a deixar escapar muita informação, mas que se há-de fazer?

Leave a Reply