Há coisas fantásticas, não há?

Na sequência da última aventura com a gnr, hoje foi dia de ir à loja do cidadão tratar de mudar a residência do BI e da carta de condução… não vá a gnr tecê-las e eu apanhar outra multa, daquelas… mas adiante. A loja do cidadão não existe. Aquilo é um amontoado de serviços mal dimensionados. Tem uns que estão às moscas, outros, como a DGV que tem dois funcionários e um monte de pessoas à espera. Primeiro tratei do BI e correu tudo muito bem, depois, bem, depois foi o c…… caos. Tinha duzentas e não sei quantas pessoas à minha frente, eram onze meia e a hora prevista para vir a ser atendido eram as dezassete e vinte e cinco… não dá para raciocinar, por isso fui almoçar, na perspectiva de voltar lá depois.
Voltei. Azar do c…… caos e tinha perdido a vez por dez números, mas ainda eram quinze horas, o que me leva a pensar que as estimativas nunca são de fiar…
Claro que me fui embora, de seguida, porque aquilo estava mesmo um caos.

Leave a Reply