Era.

A vantagem de uma disciplina como técnicas de expressão e comunicação é por demais evidente, pelo menos para mim, que sou o professor. O paradoxo é quando o professor não se faz entender pelos alunos…
Por vezes fico com essa sensação. Eu sei que como, de comer, algumas palavras quando estou em ambiente familiar, mas o mesmo não sucede quando estou a falar para uma turma, precisamente por ter consciência desse problema, e acabo por ter um cuidado redobrado na utilização das palavras. Ora é aqui que a porca torce o rabo. A escolha das palavras e a forma séria como as digo, ou pronuncio se quiserem, acaba por criar uma distância que se torna prejudicial ao bom entendimento da coisa.
Para mim, o facto de ter, pela primeira vez, uma turma de décimo segundo, veio-me criar algumas expectativas, daquelas que nos fazem pensar que vamos mudar o mundo, daquelas que nos fazem sentir que vamos acrescentar alguma coisita, que seja. Pura ilusão. Não estava minimamente preparado para lidar com uma realidade que eu achava muito diferente. Não quero com isto dizer que seja uma realidade má. É apenas diferente daquela que eu estava à espera.

Leave a Reply