Amigo.

Vem aí mais um fim de semana, neste caso, um fim de semana para esquecer. Ainda vamos ter de esperar mais uns tempos para uma verdadeira ida à praia. Isto que acabei de escrever é uma verdadeira banalidade, daquelas de palmatória, mas que também ficam bem, porque são realmente verdadeiras. Esta coisa do custo de vida, das dificuldades dos portugueses, se estivesse bom tempo, custava muito menos e, os tais portugueses, aguentavam mais facilmente com as tais dificuldades pois, com os chispes enfiados na água do mar, não há contestação que sobreviva.

Sócrates, pinóquio amigo, trata de falar com os americanos para que acabem com as altas pressões nos Açores e nos tragam o belo do sol, de volta, please.

1 thought on “Amigo.

Leave a Reply