Pra Ocê.

Bem, continuando o post anterior, apesar do teclado ser o mesmo, a música é que é outra. Custa-me dizer isto mas… estar aqui sentado a ouvir uma música erótica, com gemidos e tudo, é difícil, muito difícil, porque tenho de escrever aquilo a que me propus e… muito sinceramente, já não me lembro o que era… só ouço o raio da música, que não me sai da cabeça. Sei que já não sou um adolescente, embora tivesse tido uma adolescência muito tardia, que se foi prolongando no tempo, mas que acabou no ano passado, por isso, devia pensar que o sexo, sim o sexo, é para ser partilhado. E eu partilho. O problema não é esse, o problema mesmo, é que estou aqui abandonado, a querer partilhar e a ter que esperar, a ter que esperar que a minha amada volte para casa para, finalmente lhe cantar a canção, a canção do bandido, que eu sei que ela gosta de ouvir.

Leave a Reply