Mas já passou.

Só agora estou mais sossegado. Ontem, desde o fim da tarde, que a minhoca mais velha começou a arder, literalmente, a arder em febre. Nova corrida, nova viagem. Já tinha saudades das urgências pediátricas do S.João… agora completamente renovado e com excelentes condições. Depois de observada à garganta e ouvidos, que estavam num oito, lá viemos para casa e aí, a festa continuou porque a medicação leva o seu tempo a actuar, de maneira que foi praticamente uma noite em branco. De manhã, toca a levar a minhoca mais pequena para o infantário (arancavam às 8.30 para a praia…) e vir de novo para casa, pois a minha senhora nesta altura tem sempre muito trabalho e não pode faltar, e lá fiquei eu a controlar as horas da medicação, a febre, o mimo, enfim, a tentar dar um dia o mais possível agradável a uma criança doente.

Leave a Reply