Hoje foi muito diferente.

Hoje tive um dia muito agradável. Estive toda a manhã entretido numa actividade ao ar livre. Não, não fui à pesca, como a imagem sugere, fui para um campo de golfe. Fui aprender a dar umas tacadas, umas saídas, umas put, ou ainda umas pitch… coisas interessantes, mas difíceis de concretizar. Deu para perceber que é tudo uma questão técnica e não uma questão de força. Dei uma tacada de quase 150 metros e foi a que me saiu com menos aplicação de força. Estou um bocadito maçado, das mãos, dos braços e também das pernas… falta de hábitos desportivos, pois desde que deixei o atletismo (há mais de vinte anos) nunca mais mexi uma palha, e quando digo uma palha, é uma palha mesmo.

Foi muito engraçado porque eramos dezoito colegas de profissão que nunca tinham pegado num taco com uma mão sequer, então com as duas mãos é que nem pensar. Mas foi muito engraçado e deu para muita risota, pois era um pior do que o outro, isto no início, porque no final saímos de lá convencidíssimos que tudo aquilo era mais fácil do que limpar o rabinho a bebés.

E como o desporto abre o apetite, lá fomos nós para o repasto, que foi lauto e muito bem regado, no restaurante do campo e que pode ser frequentado por quem o desejar e sem ser obrigado a jogar. Um local muito agradável e com uma vista para o rio ainda mais agradável e com uma ementa que nos deixou consoladinhos.

O campo pode ser visto aqui.

Outra coisa engraçada que me sucedeu hoje foi ter sido ensinado a jogar por uma professora que foi minha aluna há doze anos. Está uma mulher e continua a irradiar simpatia. O seu nome é Joana Osório e quem quiser aprender a jogar pode contar com a ajuda dela.

Leave a Reply