Lar doce lar.

Os domingos passados em casa, com as minhocas a cirandar, são excelentes. Quando vamos para o jardim apanhar folhinhas, cortar alguns ramos que estão a crescer demasiado ou ainda regar os vasos com plantas, é sempre uma actividade muito engraçada. Claro que às vezes a coisa descamba e elas acabam encharcadas, porque os regadores são traiçoeiros… mas nada de grave, pelo contrário, se não acontecesse este tipo de coisas, então é que era preocupante.

É por mais evidente que elas dão mais trabalho do que ajudam e, quando decidem estender a roupa no estendal, cada meia leva três ou quatro molas e aquilo mais parece uma instalação.

As actividades ao ar livre são necessárias para o desenvolvimento das minhas minhocas e só me censuro por não lhes proporcionar mais saídas. Decididamente gostaria de andar mais com elas pelo parque da cidade, a caminhar, correr, saltar e conversar, mas o cansaço próprio da idade… inibe-me de o fazer mais regularmente.

Vou ter de ir para um ginásio (abomino a ideia, e só de pensar nisso, dá-me arrepios…) para manter a forma física. A ver vamos.

Leave a Reply