Digamos, foi um bom fim de semana.

Sim, digamos que foi um bom fim de semana. No sábado fomos à praia, banhar as crianças neste mar nortenho, gelado até dizer chega. Mas elas adoram andar aos pinotes, na água, e como eu tenho mesmo paciência de chinês, lá fiquei com os chispes gelados, sim, porque a mãe das criaturas pequenas gosta mesmo é de ficar estendida na toalha. Depois lá fomos para casa, à hora de almoço, que o sol está perigoso… e lá comemos uma bela de uma pizza, que não houve tempo para nada melhor. Depois, enquanto a coisa mais pequena de todas andava na sua bela trotineta, e a outra menos pequena lha tentava tirar, eu fui cortar a relva do jardim e mais umas coisitas.

Dando um salto, porque senão nunca mais saíamos daqui, chegou a noite e, com ela, chegou o amor. As crianças, nesta fase, dormem que nem uns cordeirinhos… por isso tivemos tempo para nós, os adultos lá de casa, usufruirmos daquilo a que temos direito, pelo menos foi o que disse a senhora do notariado.

No domingo, foi uma pena estar muito mau tempo por aqui, não fomos à praia e acabamos por ficar todo o dia por casa e tirando a arrumação da casa, uma lavagem ao carro, um pequeno adiantar do trabalho para a exposição, e uma paragem de digestão, não fizemos assim nada de especial, mas foi bom.

Enfim foi um fim de semana agradável em que poderia ter havido maior contacto com a natureza, é certo, mas foi o que se pôde arranjar.

Leave a Reply