Já sinto a falta dela.

Não, eu não nasci para a música. Acho mesmo que nasci para ser um homem rã, homem peixe, escamudo, ou qualquer outro tipo de homem ligado à água. Quem me conhece deve estar a pensar: lá está ele a armar-se em giro, agora deu-lhe para gostar da água, logo ele que para se enfiar na água é um castigo. Pois a esses eu digo, nanananana. Eu sou mesmo um amante da água, apesar de ser humano. Eu adoro estar metido na água e, depois de lá estar enfiado, sou capaz de ficar horas. O problema mesmo é a motivação. Não gosto mesmo nada quando me atiro para as águas e vou com qualquer tipo de preocupação, do género, deixa-me dar dois mergulhitos antes de ter de ir para casa fazer o almoço. Aquela história do homem abandonado numa ilha seria inteiramente adequada para mim pois passaria o tempo todo enfiado na água, não para encontrar uma qualquer sereia, mas antes para encontrar o sossego que só quem gosta e se enfia na água percebe.

Leave a Reply