Anda tudo à volta das flores.

Ele há coisas que não lembram ao diabo. A minha senhora gosta do quique. Quique? Sim, o das flores. Diz que tem um ar aristocrático… vejam bem, um ar aristocrático. Com um bocadinho de jeito está no mesmo patamar daquele jogador do sebordem, o tal de Sá Pinto, que pelos vistos faz parte da aristocracia portuguesa, como se já não bastasse o facto de fazer parte do clube dos viscondes, mas enfim, o mundo é mesmo assim.

Pronto, eu sei, o rapaz tem um palminho de cara, (não o tal do sebordem, salvo seja, lagarto, lagarto, lagarto…) e como tal, a nação benfiquista, da parte das mulheres, vai começar a acompanhar o assunto… ou seja, vão começar a fazer perguntas aos seus companheiros e, cheira-me que vai dar esturro, eles não vão gostar muito de saber que a sua companheira só liga mesmo ao benfica, por causa do quique, o tal das flores.

Quanto a mim, estou descansado, diria mesmo que descansadinho, porque a minha senhora não quer mesmo saber do benfica (apesar de ser benfiquista…), quer é mesmo ver o quique, hablando, o que se pode tornar numa atracção lá em casa, à falta de melhor.

Leave a Reply