Tempos mortos.

Pois eu gostava de ser menos disperso. Disperso no sentido de que me perco com algumas coisitas inúteis. Mas depois penso, e penso, e dou por mim a achar importante perder tempo com algumas coisas inúteis. Elas fazem-nos, realmente falta. Quem é que, no seu verdadeiro juízo, não perde uma boa parte do seu tempo com os emails recebidos? Quem é que, ainda no seu verdadeiro juízo, não abre sequer os mails de correntes que pedem isto e aquilo? Quem é que, já que é para ter juízo, não passa boa parte do seu tempo a ver os emails pornôôô? Eu faço tudo isto e muito mais, na busca do meu perfeito juízo.

Leave a Reply