Se calhar doi.

Não foi há muito tempo. Para dizer mesmo a verdade, foi mesmo antes de estar para aqui a escrever. Estava eu a ver um site de fotos caseiras. Daquelas em que os homens e as mulheres tiram umas fotos, em casa ou outros locais mais ou menos “aconchegados”. E estava eu a ver umas fotos de uma senhora, daqui pra’li, daqui pra`colá, e de repente aparece-me uma foto da dita senhora aos beijos a uma espiga. Sim, uma espiga de milho, amarelinha. Com uma emoção que não se aguenta. Pensei eu: uma espiga? Será pela textura do grão? Será pelo tamanho? Pela grossura, até? Não percebi. Só percebi que a emoção das pessoas vale o que vale e que cada uma tem a sua. ou, pelo menos, a que merece.

Falta aqui a foto da espiga, mas a nvidia não me arranja o driver…

Leave a Reply