O azul.

azuAqui há dias, a minha rica senhora escreveu no seu blog que a vida é complicada e que não sabemos dar valor ao que temos, foi mais ou menos assim. Não consigo estar mais de acordo com ela (sim, não é todos os dias…) e acho mesmo que a maioria das pessoas deixa passar ao lado os momentos bons da vida. Sem querer ser muito zen ou o diabo que o valha, gostava de começar a aprofundar a minha interioridade. Pode parecer, à primeira vista que estou a ficar velho, com medo da morte e que me quero virar para a religião (cruzes canhoto) mas, basicamente, não é nada disso. Apenas gostava de ficar mais tranquilo, de abordar a vida mais pacificamente e não de uma forma tão stressada. Isto tudo porque, embora não pareça, eu sou bastante stressado e tenho reações que podem ser bastante tempestuosas e, para continuar assim… vou ali venho já.

Leave a Reply