Porque eles merecem.

vigilantes

Quando chega este tempinho mais fresco, dá sempre a saudade do belo calor a inundar o belo do corpo. Eu sei que nem toda a gente gosta de calor. Eu gosto tanto do calor como do frio. O que eu não suporto mesmo é a chuva, mas isso parece-me um daqueles lugares comuns, que já não se aguentam, que acho que a conversa vai mesmo é ficar por aqui.

Claro que há sempre aquela tentação de continuar a falar sobre a praia, dos banhos maravilhosos que se tomam, descontraidamente, tão descontraidamente que por vezes nos distraimos e nos começamos a afogar. É nestas alturas que nos lembramos daqueles que, abenegadamente, se atiram ao mar de uma forma destemida e nos vão salvar. Para esses seres humanos corajosos, um grande bem hajam.

20081028-85875-1

Leave a Reply