Ai estes professores.

Ele há coisas que me desagradam profundamente. Bom, profundamente, é estar a dar demasiada importância ao assunto, que eu não quero dar, porque não o merece, mas enfim, nesta altura foi o que me veio à… baila. Baila, ou bailar, é um bom termo para ser aplicado na sala de trabalho dos professores, pelo menos na minha escola. Aquilo é um ambiente pesado, que não se pode, com p. Hoje, como de costume, sentei-me em frente ao monitor de um pentium II qualquer para jogar um Spider (jogo de cartas de difícil concretização). Normalmente faço isto porque me apetece estar no meio do stress dos colegas, que quase arrancam os cabelos por causa de meia dúzia de burocracias. Mas hoje, a coisa estava calma e, como estava mesmo à mão, resolvi ligar o belo do Ipod, nas belas das colunas, e meti uma musiquinha hip-hop (sim, eu sei, não parece meu, mas foi o aluno Diogo que me passou os Mp3s…). A coisa estava tranquila, o sonzaço estava a sair baixito, nada de especial e não estava a incomodar ninguém… pelo menos era isso que eu pensava. Estava eu distraído a jogar e a ouvir os tais Daelema quando ouço uma vozinha a chamar por mim. Para ver se eu não me importava de desligar a música porque ela e as colegas dela estavam a trabalhar. Fiquei atrapalhado, confesso, porque nunca ninguém me tinha chamado a atenção por tal palermice. Pedi imensa desculpa e desliguei de imediato a música. Enquanto estava a acabar o raio do jogo (que nunca mais chagava ao fim…) tive que estar no raio da sala. Claro que tive de fazer um esforço enorme para não dizer àquele bando de paspalhonas que não me interessava para nada que os alunos delas tivessem dados de avaliação assim ou assado, conforme apregoavam.

Normalmente não me chateio com este tipo de coisas, e desta vez também não cheguei a chatear-me, mas não tenho pachorra para pessoas que gostam de impôr a sua vontade sem terem qualquer tipo de piada e, muito menos, sem qualquer tipo de interesse. Não gosto, só isso, e quando assim é só lhes posso desejar toda a felicidade do mundo.

1 thought on “Ai estes professores.

  1. Telmo

    E elas têm toda a razão, tu por vezes tornas-te incomodativo com a mania que ai e tal, posso quero e mando. Só ouviste o que já me apetecia dizer-te há muito. Haja alguém com coragem. lol

Leave a Reply