Às voltas na cama.

image_00014

Gostaria de saber porque é que não tenho conseguido dormir. Tem sido difícil adormecer. Mal apago a luz de cabeceira… a cabeça não pára. Como não tive propriamente férias (estive sempre com as minhocas lá por casa e, para além de ter acordado sempre cedo, também não tive sossego. Devia, portanto, estar esgotado. Mas não estou. O que é estranho. Muito estranho. Eu nunca estive naqueles estados mentais de aceleração desenfreada, em que se ficam noites e noites sem dormir e depois a coisa só vai ao sítio com uma ida ao médico… Pelo menos, para já, a coisa está longe de caminhar nesse sentido mas nunca se sabe, pois toca a todos. Mas que não deixa de ser estranho, lá isso…

Perante tudo isto só posso concluir que ando mais inquieto. Dizer que se está inquieto pode parecer perigoso. Também perigoso… é um exagero, digamos antes que pode potenciar situações mais delicadas ou embaraçantes. E mais não digo porque senão iria, com toda a certeza, ser muito maçador, coisa que eu não quero que aconteça aos iluminados que por aqui passam. Por isso, fico à espera que a coisa melhore se não acontecer… lá terei de cá vir novamente, carpir.

Leave a Reply