Não está relacionado com o anterior, mas…

image00

Agora um assunto que não tem mesmo nada que ver com aquilo que me ia na alma. Ouvi no telejornal que o presidente do fêcêpê, quem não conhece…, fez uma declaração no tribunal, que nem sequer o advogado estava à espera (esta do advogado não estar à espera…) mas que me levou a acreditar que o homem está mesmo inocente. Sempre reconheci a Pinto da Costa um estatuto mais elevado do que a maioria dos mortais. É um homem culto. Não posso misturar assuntos de saias com assuntos de outra índole, não posso e pronto. Já o Picasso era um putanheiro desgraçado e deu no que deu. Ponto final. Mas voltando ao nosso homem, que fica a milhas do Picasso, claro está, o homem fez uma derradeira declaração no tribunal (não sei se é assim que se chama…) para dizer que jurava pela saúde da filha, que é a pessoa que mais ama, para afirmar que não esteve envolvido em qualquer tipo de corrupção de árbitros. Eu acredito piamente. Não por ser doente do fêcêpê, mas porque acho que o homem está mesmo abalado com toda esta campanha que se moveu contra o poderio do fêcêpê. Não sou paranóico, e muito menos tenho a mania da perseguição, mas tenho a plena consciência de que são muitos milhões, muito protagonismo e muita vaidade que está aqui em jogo. Mas, com tudo isto, apenas consigo dizer que tenho muita pena, mas somos, mesmo, melhores. Ponto final.

Leave a Reply