Ser pai… vou-te contar…

chi1

Hoje está mais fresco. Dá para perceber isso a olho nú. Certo? Pelo menos por estes lados, a coisa está fresca. É o normal. O que já não é normal é eu ter cá em casa uma criatura pequena a insistir em levar um top curtinho, levezinho e uma saia, quando o tempo não está para isso. Por mais que lhe faça ver que não pode levar uma roupa tão fininha, a coisa pequena não percebe, não aceita ou faz de conta que não é nada com ela. Começar o dia desta maneira, é muito cansativo, para quem já estava cansado… bem, agora já passou, mas na altura só tinha vontade de a mandar pela janela fora, de lhe arrancar os cabelos ou qualquer outra parte do corpo (um braço, uma orelha, um olho…). Ainda não percebi o porquê das crianças fazerem estas birras. Dizem-me que faz parte, que é assim mesmo, mas eu nunca vou  entender estas coisas. Moral da história: acabou por levar a roupinha pirosa que queria levar… mas vai ficar sem o magalhães durante uns dias (ihihihih…) que é para ver se aprende as consequências (boas ou más) dos seus actos.

2 thoughts on “Ser pai… vou-te contar…

  1. admin Autor do artigo

    Pois, pois 🙂
    Vai-te rindo enquanto podes:)
    Qualquer dia estás tu a arrancar os cabelos por causa da tua pipoca:)

  2. carla cerqueira

    O que já me ri com a tua descrição da odisseia matinal!
    A tua filhota é teimoisita!

    LOL

Leave a Reply