A filha de uma outra senhora.

20080623-71297-11

Oh professor, fonha-se. Este fonha-se é um derivado que uma aluna minha acha consistente dizer porque, não é um palavrão. Eu consigo concordar e digo: FONHA-SE! Acabei de ver, numa reportagem da rtp, a filha da Fátima Felgueiras. Não consigo arranjar palavrinha melhor e mais arranjadinha para descrever a personagem: FONHA-SE. Apareceu a fazer a reportagem da rtp, que era sobre Damão e Diu (não vou explicar para quem não sabe) vestida com meio sari. Podia aparecer com um sari completo, mas não, tinha mesmo de vir com meio sari. Acho que era a parte de baixo. Digo acho, porque quando vejo a personagem a aparecer fico meio nervoso. Aquilo mexe comigo e começo a trocar tudo (desiludam-se os amigos que acham mesmo que eu fico excitado com a personagem: muito pelo contrário e nem que estivesse a acabar de cumprir uma pena de prisão de vinte anos eu ia ficar com os mamilos duros ao ver a personagem). É aquele tipo de personagem jornalista que tanto faz a reportagem da menina inglesa que desapareceu e esta que eu vi, da mesma maneira e feitio. Acha sempre que tem de ser agressiva e inteligente no que diz e não consegue medir o grau de ridículo em que se enfia. Torno a dizer: FONHA-SE!  Isto até  parece qualquer coisa pessoal. Mas não é. Apenas vejo um reflexo de qualquer coisa mais graúda, também ela insuportável.

Leave a Reply