70 anos do início da II Guerra MUndial.

1210112542x2Ppnx3

Parece impossível. Mas dá-me sempre para estas coisas nas alturas mais imprevistas e mais mal jeitosas. O termo jeitoso tem muito que se lhe diga, mas desta vez tem mesmo razão de ser. Tenho estado atulhado de trabalho, mas hoje tive de ir ao centro comercial comprar a prenda da minhoca mais velha, que faz amanhã anos, sete anos. Lá comprei a prendinha e dei uma volta muito rápida, quase a correr e quase a não querer olhar para as lojas, que o guito está novamente curto… mas, para mal dos meus pecados e satisfação dos meus desejos, entrei numa livraria e vi-o logo à primeira. Foi o tal amor à primeira vista. Não resisti e peguei nele de imediato, levei-o para a caixa, com ternura e pousei-o no balcão, vigilante e sempre com olhos postos na menina, não fosse ela fazer-lhe mal. Paguei vinte e sete euros por ele (eu sei, é muito dinheiro), mas tenho a certeza que, no final, vão ser uns euros muito muito bem gastos.

Estou-me a referir a um livro, para quem ainda tinha dúvidas sobre quais poderiam ser os meus vícios secretos, que se chama “A Segunda Guerra Mundial”, de Martin Gilbert. São mil e duas páginas que me vão deixar consoladinho, pois é o meu tema preferido, vá-se lá saber porquê? Não consigo resistir a este tipo de livros e, se pudesse comprava tudo sobre o tema, se bem que já estourei muito dinheiro nesta quase obsessão.

Agora, não sei como vou resolver o problema de ter que preparar aulas de História de Arte (sim, saiu-me este biscate e não tenho nada preparado…) e ler ao mesmo tempo este belo livro.

Leave a Reply