Ficava a matar.

4905524562767

Eu sei, é corderosinha. Pode ser facilmante ser confundido com as camisolas do slb. Mas tirando esse pequeno pormenor, acho-o um mimo. Vi-o na fnac há já uns tempos e fiquei a olhar para ele com ternura, para não dizer, com vontade de o comprar. Achei que era muito dinheiro, para me tentar convencer que não iria precisar dele. Andei este tempo todo a enganar-me e para quê? Para chegar à brilhante conclusão de que vou mesmo precisar dele. Pode-se sempre argumentar que é um Sony, que é mais caro e coisa e tal, mas ele é lindo e não vou nada ficar incomodado por ficar com um ar abichanado por causa dele…

Eu digo que preciso dele, porque cada vez mais trabalho no pc de casa e depois não posso levar nada para fazer na escola e, conforme está a minha escola (as obras não dão sossego…) não me adianta andar com uma pen para enfiar numa qualquer entrada usb… simplesmente porque não as encontro… Os computadores estão todos por montar e não vai ser tão cedo que vão ficar operacionais.

Como estas coisas não se encontram nas árvores, vou ter de esperar pelo dito cujo, que vem junto ao Natal (sim é triste, o Natal é consumismo…) para ver se o consigo comprar. Até lá vou olhando para ele, vou-lhe passando a mão e vou suspirando por melhores dias.

3 thoughts on “Ficava a matar.

  1. admin Autor do artigo

    Oh, que desconsolo. Estava convencido que eram boas máquinas, apesar de saber que eram ligeiramente mais carotes…
    E o que é que me aconselhas?

  2. Telmo Aires

    Um Vaio!!!! Sony…
    São mais caros e mais lentos…
    É mesmo para o estilo!
    Já agora compra uma capa vermelha para o meter lá dentro como a minha…

Leave a Reply