Desta vez, até o Marcelo tem razão.

20090814-113739-8

Há coisas que eu não entendo. Eu bem me esforço, mas não consigo, pronto. Acho que são forças ocultas que não me deixam ter a clarividência necessária para entender determinadas coisas. Passo a explicar. Com a tomada de posse do novo governo, assistiu-se a uma vaga de comentários reveladores de inveja, mas polidos na forma: ah, e coisa e tal, esperemos que façam um bom trabalho mas que sejam merecedores dos cargos que ocupam… aquela chachada toda. Depois seguiu-se a apresentação do programa de governo e aqui as coisas começaram logo a descambar. Que este programa é revelador da arrogância do passado, que é mais do mesmo, que não souberam perceber que estão em minoria, que assim não vão conseguir o consenso necessário para alcançarem o que nós queremos…

Sou eu que sou burro ou os políticos estão a fazer de mim burro?  Porque raio de carga de água é que os que ganharam não podem apresentar o seu programa de governo? Terão de apresentar o programa dos outros? É isso? Não consigo entender que raio de iluminados temos nós na oposição deste país. Numa altura em que é necessário termos pensamento construtivo, parece-me a mim que vamos ter mais do mesmo, cheira-me.

Pelos vistos, desta vez, vou ter de concordar com Marcelo R. Sousa, o que é uma pena, pois não consigo achar piadinha nenhuma ao homem, mas parece que ele disse exactamente a mesma coisa, indo mais longe, até, comparando a postura deste governo com a do actual Presidente da República, na época em que foi PM.

Deixar uma resposta