Regressado de Chaves.

Por razões não muito felizes tive de me deslocar a Chaves. Saímos de lá mais tranquilos e com a convicção de que tudo vai melhorar. É nestas horas, quando alguém que nos é querido está doente, que damos realmente valor à vida e é também nestas horas de aperto que revemos as nossas prioridades. De qualquer forma, a tempestade já passou e ficamos à espera da bonança.

Leave a Reply