23 jogos!

Como é isto possível? O Hulk apanhou vinte e três jogos de castigo por ter agredido um segurança, que nem sequer é um elemento interveniente no jogo… Vinte e três jogos por uma agressão. Não está em causa castigar alguém por ter agredido outra pessoa, mas se compararmos com o que se passou em Espanha, onde o Pepe agrediu outro jogador, em pleno campo, este castigo do Hulk é mais do dobro pois o Pepe “só” levou com dez jogos de suspensão. Aliás, a pena que lhe foi atribuída serviu de exemplo em Espanha, para acabar com as veleidades. Por cá, a coisa pia mais fino. Somos mais rigorosos. Gostamos de aplicar as leis, como diz o douto presidente da comissão de disciplina (tudo com letra pequena porque são mesmo pequeninos, para além de bailarinos). Quem se der ao trabalho de ler alguma coisa sobre o assunto (não vou colocar aqui transcrições porque senão isto nunca mais acabava) vai perceber que existem uma data de pareceres que indicam que os seguranças não são elementos intervenientes no jogo (porque então os bombeiros que lá estão também seriam – nota do comunicado do fêcêpê) mas que este tal presidente achou que deviam ser considerados como tal. Enfim, voltamos ao mesmo de sempre. Parece-me que este ano o título de campeão tem mesmo de ser entregue ao clube das gaivotas e, se depois de todas estas jogadas de bastidores, os pobres coitados não conseguirem ser campeões então é que eu me vou rir. A ver vamos se valeu a pena terem passado por este escândalo de castigarem um jogador por vinte e três jogos. Isto só para falar deste porque o outro jogador levou muito mais… uhm… é só fazer as contas.

1 thought on “23 jogos!

  1. Tomás

    Esqueceste-te de nomear dois intervenientes de um jogo de futebol que constam do comunicado do Porto:

    – os maqueiros e
    – os vendedores de gelados e de algodão doce.

Leave a Reply