Acho que vou enfiar os dedinhos no cu e rasgar, a ver se passa.

Às vezes sinto-me uma maria vai com todas. Não no sentido abichanado da coisa mas antes pelo facto de perder muito do meu tempo com os outros. Perder é uma palavra ambígua porque eu nunca perco, aliás (e há leões) eu ganho sempre. Mas por vezes fico cansado. Cansado da energia que vou despendendo no tratamento das minhas relações (as relações no seu geral e não no particular – convém referir senão a minha rica senhora pode ficar a achar que…) e por vezes não consigo achar o caminho (não, não tem nada que ver com a religião – também convém referir senão a minha rica senhora sai-me de casa…). Tudo isto não pareceria tão melodramático se eu fosse directo ao assunto. O que eu preciso mesmo é de me dedicar mais a mim. Àquilo que quero mesmo fazer em termos pessoais e em termos de trabalho. Ando exausto pelo facto de não receber o feedback que quero. Pode parecer contraditório com o início mas não é. E não é porque eu não pretendo reconhecimento. Apenas pretendo alguma luta. Tesão é muito utilizado pelos nossos amigos brasileiros, aqui é mais visto como qualquer coisa foleira, pelo menos para se escrever, mas é o que eu sinto falta. Estou farto de me limitar a ser professor. Começo a pensar ininterruptamente no assunto e, quando assim é, geralmente acontece qualquer coisa.

Leave a Reply