O crime não compensa.

Está visto que não. Já pude constatar que o crime não compensa, mesmo. Acaba aqui a epopeia dos títulos mais porcalhões. De hoje em diante vou resignar-me à minha pequenez, que não me faz aflição, e vou-me deixar destas tretas de incentivos às visitas ao blogue. É superior às minhas forças. Pronto.

Leave a Reply