Desta vez foi um tubarão.

E porque a vida continua, muito para além do fêcêpê, acabei um esboço de um tubarão atlético, para juntar aos outros que tenho vindo a fazer. São desenhos para ilustrarem uma história para crianças, que a minha rica senhora escreveu. Estou a adorar, embora seja um registo a que não estou habituado. Vamos lá ver se os desenhos vão resultar e se vou conseguir chegar ao nível da história, pois a minha dita cuja rica senhora esmerou-se e apresentou-me uma história fantástica, com uma qualidade que só ela ainda não tinha percebido que era capaz de fazer. Enfim, daquelas coisas que nem sequer foi necessário um belo tinto para sair tudo cá para fora, tal foi a facilidade. Adiante. Quando chegar a altura, estará cá tudo.

Leave a Reply