Sexta feira, enquanto trabalho, em casa…

Separando as águas. Como ser humano, tenho as minhas procuras. Procuro ser boa pessoa (é difícil). Procuro amar (as minhas são doces para amar). Procuro não me esquecer da minha família (e não me esqueço). Procuro ganhar a vida (vai-se fazendo). Procuro os meus amigos (não tanto como gostaria). Procuro uma vida serena (estou quase lá). Procuro aprender sempre mais um pouco (tem dias). Procuro ser prazenteiro (também tem dias). Procuro crescer (mas a adolescência tardia não me larga). Procuro ser bom de mãos (o máximo que consigo e sacarrolhar na perfeição). Procuro envelhecer tranquilamente (que remédio). Procuro aprender italiano (mas o mano bate-me aos pontos). Procuro ser tecnológico (mas a nossa senhora não quis ser minha amiga). Procuro aquele friozinho na ponta dos mamilos (ainda consigo). Procuro não dar nas vistas (só nas bistinhas). Procuro tanta coisa, que até mete impressão, pelo menos a mim mete. Por falar em meter. Uma coisa que eu não procuro, mesmo, é meter-me na vida dos outros. É que não consigo, pronto.

5 thoughts on “Sexta feira, enquanto trabalho, em casa…

Leave a Reply