Galp do nosso descontentamento.

Pela primeira vez na minha vida preenchi um livro de reclamações. É verdade, nunca tinha escrito nada a reclamar. Mas hoje chegou o dia. Há limites para tudo. Ia eu na minha bela Scarabeo quando reparo que o sinal da reserva acendeu. Tinha mais ou menos gasolina para trinta kms mas achei que me dava mais jeito ir ao posto de abastecimento mais próximo atestar o depósito, como sempre faço, que isto de andar sempre a meter às gotinhas não faz o meu género. Fui à Galp de Modivas, na A28, como também é costume. Lá atestei o depósito e quando olho para o mostrador da bomba reparo que estava marcado 17,87 litros. Ora bem, a minha bela Scarabeo é gira, cavalona e com um depósito bem fornecido, mas leva só 17 litros, o que para uma scooter é muita chicha. Levou quase um litro a mais, isto sem contar com a gasolina que ainda tinha, a da reserva. Achei por bem chamar o gerente e expor a situação. Foi muito simpática a senhora que me atendeu, explicando-me que as bombas eram fiscalizadas e aferidas regularmente e coisa e tal. Como eu tinha a certeza do que estava a dizer e como nas motas é fácil controlar a gasolina (quem é que enche um depósito de um carro hoje em dia?) insisti e a senhora lá trouxe o livro de reclamações. Acho miserável que estas coisas aconteçam. O preço da gasolina está altíssimo, as gasolineiras têm lucros astronómicos e ainda por cima são vigaristas. Provavelmente não irá adiantar nada esta minha queixa, mas seria bom que mais gente estivesse atenta porque com esta gente, não se pode confiar.

4 thoughts on “Galp do nosso descontentamento.

  1. admin Autor do artigo

    O manual da mota é bem claro:17litros. O que é muito para uma mota destas. Os tipos da galp é que nos querem comer por lorpas.

  2. tiago

    a galp é vigarista ou o fabricante da tua mota nao tem a informação correcta em relação à capacidade do deposito da mota. por via das duvidas fazia uma reclamação às 2 identidades, alguma coisa tem de dar..

Leave a Reply