Dia trinta e um de Agosto de 2010.

Tinha tanta coisa para vir aqui dizer e agora esqueci-me de tudo. Coisas da idade ou do descanso absoluto a que fui sujeito durante este mês de Agosto. Sim, não pensei em chatices nenhumas e fiquei com esta pobre cabecita limpa e leve, como um passarinho, que me deixa meio perplexo com a ideia de que amanhã vou ter de apresentar ao serviço. Mas isso depois vê-se.

Durante as férias acabei dois livros e comecei um outro, maravilhoso e que me deixa sem vontade de parar (O primeiro homem de Roma – seis volumes, sendo alguns de mil páginas – da COLLEEN MCCULLOUGH). Passamos uma semana em Vilamoura literalmente enfiados na água e de papo para o ar. As minhocas já nadam sozinhas, como uns peixinhos e foi um consolo andar a nadar com elas. Foram umas boas férias mas acabaram.

Vamos lá ver se agora tenho mais inspiração, que este post foi um bocadinho frouxo…

Leave a Reply