Eleições no Brasil, país irmão.

O Brasil é um país enorme. Pois é. Grande novidade. Mas é enorme em tudo. Na grandeza e na pequenez. Acompanhei, muito por alto, as recentes eleições para a presidência do Brasil. Ainda nós nos queixamos da classe política portuguesa. Aquilo é um outro planeta, completamente fora dos padrões normais. Será bom? Será mau?  Eles lá sabem e se conseguem funcionar assim… quem sou eu para dizer mal? Apenas um portuguesinho a quem lhe faz confusão ver toda uma verdadeira parafernália de candidatos a deputado do mais variado possível. Ainda agora vi na televisão que o palhaço Tiririco, ou qualquer coisa assim parecida, foi eleito deputado. Não duvido que o tal palhaço (que é muito conhecido no pedaço) seja um excelente palhaço e muito profissional. Agora, como representante do povo, tenho as minhas dúvidas e acho mesmo que aquele povão merecia ter muito melhor à frente dos destinos do país. Também dois futebolistas (o Romário e outro qualquer) foram eleitos deputados. Eu não ponho em causa a capacidade das pessoas evoluírem e ao longo da sua vida irem ganhando o conhecimento, postura, saber e afins, que lhes permitam ocupar cargos políticos de responsabilidade mas o Romário, sempre que o ouvi a falar na televisão, não conseguia articular uma frase direita e completa. Não percebo o que poderá trazer como mais valia a um país que tanto precisa de evoluir nas mais diversas áreas. Mas o povo lá sabe e se decidiram eleger estes personagens é porque os merecem.

2 thoughts on “Eleições no Brasil, país irmão.

  1. admin Autor do artigo

    Puxa vida, quanto ressentimento para com Portugal. Eu não comparei nada, muito menos Portugal com o Brasil. Nós somos 100 vezes mais pequenos em área, com as consequentes diferenças que uma realidade dessas implica. Apenas me limitei a comentar o que chega a Portugal. Eu percebo que seja frustrante para os brasileiros que a imagem que fica do Brasil é a do Rio. Sei bem o que isso é pois os portugueses são conhecidos aí no Brasil pelas anedotas e pelas mulheres de bigode. Isso já lá vai faz muito tempo e não
    é por isso que a nossa imagem melhorou para vocês. O que me faz pena é ver um país como o Brasil (que acho que é a quinta economia mundial e que vai crescer perto de 8%) ter esses contrastes todos, que são bem visíveis. Um país que construiu a sua capital a partir do zero, concerteza que teria a capacidade de construir uma nova cidade para acabar com as favelas. Mas não o faz. Porquê? Não o sei como também não devo saber muita coisa do que acontece por aí. Mas também não me interessa muito saber, sou sincero. Não é um país que me cative minimamente, apesar de falarmos a mesma língua. E digo isto, não por preconceito (que existe cá em Portugal contra os brasileiros) mas porque tenho curiosidade por outros países com os quais me identifico mais. Apesar disso, o que me fica do Brasil é a boa disposição das pessoas, a boa publicidade que se faz por lá, o software livre que desenvolvem e… pouco mais. É pouco, eu sei, mas é o que se vai arranjando cá pelo pedaço.

  2. Paula Torres

    ai Deus, comparar um país gigante e complexo como o Brasil, com o pequeno e provinciano Portugal é no mínimo, risível, para nao dizer ridículo. São 27 estados, que bem poderíamos dizer, pseudopaíses”, cada um com suas idiosincrasias, realidades que vão desde os ricos estados do sul “europeu”,passando pelo industrial e cosmopolita estados do Sudeste, indo em direçao aos Estados da nova fronteira agricola do Centro-oeste aos Estados amazônicos do Norte, chegamos entao aos mais pobres Estados do Nordeste. São realidade tão distintas e gritantes, que fica dificil analisar o país-continente de uma forma tão simplória. Mas, é o que o mundo tem feito, limita o Brasil ao Rio de Janeiro, sua belez,carnaval,favelas e violencia do narcotráfico…so que este país é muito mais que isso…é como fazer uma analise da Europa, achando que tudo é Alemanha ou França, quando na verdade, temos Portugal, Albania, Bielorussia,etc…

Leave a Reply