Tristeza nacional.

Somos um povo muito pequenino. A mentalidade do povo português é, desde há décadas a esta parte, muito retrógrada. Basta perder um pouco de tempo a ler os comentários que aparecem no Público, logo a seguir a uma notícia mais fora do normal. Estou a falar do Público online e, no caso, da notícia sobre o assassinato de Carlos Castro. É um desfiar de anormalidades que por  ali passam, escritas por pessoas anónimas mas ávidas de protagonismo e dos seus quinze minutos de fama. Fico chocado com afirmações homofóbicas primárias, que tentam justificar um acto horroroso (a morte violenta de um ser humano) e desde o abuso de menores, a imoralidade, o “estava a pedi-las”, “Coitado do miudo,a ser abusado por aquele velho traste”, e outras afirmações do mesmo género, tudo isto é metido no mesmo saco e esquecem-se que ambos eram adultos, maiores e vacinados, tinham a sua vida e que não deviam explicações a mais ninguém. É triste que esta violência aconteça, como é triste que essa mesma violência também aconteça com as mulheres, que são vitimas diárias de “pessoas” que, se calhar, são as mesmas que gostam de escrever este tipo de comentários no Público.

6 thoughts on “Tristeza nacional.

  1. admin Autor do artigo

    Pois tens toda a razão Tiago, mas nos EU as coisas piam mais fino e muito provavelmente é o que lhe vai acontecer, porque apesar de ser um país muito contraditório, são muito eficientes na aplicação da justiça e pelo menos vinte e cinco anos de cana deve ser o que lhe vai calhar.
    Abraço

  2. tiago

    Este crime a julgar pelo que a imprensa publica tem contornos claramente homofóbicos. Todos os dias existe crimes homofóbicos, este apenas teve impacto mediático por a vitima ser conhecida. No entanto, lendo os comentários da opinião pública podemos ainda verificar que há ainda muito para desmistificar. Quando se fala de homossexualidade há logo uma associação a pedófilia e premiscuidade. Após um ano cheio de conquistas para a “comunidade” LGBT, como por exemplo a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo, chegamos à conclusão que não são com leis que se mudam mentalidades. (os vetos e as reticencias presidenciais também não ajudam no combate à homofobia).

    Se o suspeito for considerado culpado espero que este seja julgado por crime de ódio, tal como são julgados os crimes de racismo e xenofobia.

    Abraço

  3. admin Autor do artigo

    Mas eu assumo, Telmo, só que é uma bicha pequenina:) que tenho dentro de mim:)
    O mundo seria realmente muito melhor se cada um se preocupasse apenas com a sua vida, mas não é bem assim.

  4. Telmo

    Tens toda a razão. Pequenino e parvalhão este povo tuga! Eu nutria um especial “carinho” pela frontalidade do senhor… dentro do mesmo registo só tenho um “carinho” idêntico pelo Castelo Branco…
    E não, não estou a ser irónico nem estúpido! É que são pessoas que assumem aquilo que são, com o seu jeitinho especial, é verdade, mas que são frontais e sinceras à sua maneira! Não precisam de máscaras e assumem a bicha que há dentro de si! Tenho a certeza que se isto se passasse contigo, também assumirias… 🙂
    RIP…

Leave a Reply