Marrocos. Chique a valer – parte II.

Duas coisas. A primeira é que podia estar a escrever sobre a geração à rasca. Mas não estou, porque não me apetece. A segunda coisa, e eu gosto de coisas, é sobre a minha estadia em Marrakesh. Será possível comparar? Não me parece. Posto isto, passo directamente para o SPA do hotel Les Jardins du Koutubie, onde passei uma deliciosa hora de relaxe, dentro da água, movimentando este belo mas cansado corpinho ao som de uma música calma, muito calma, tão calma que os meus acompanhantes adormeceram tranquilamente nas suas chaises longues… Foi uma hora muito bem aproveitada, que me deixou au point para o jantar. Por falar em jantar, todos os jantares que por lá fizemos foram divinais. Não só pela escolha dos espaços em si (Jana, Bô-zin e Grand Cafe De La Poste) como também pela comida que pudemos apreciar e, acima de tudo, pela animação à volta da mesa. E quando digo à volta da mesa, quero dizer isso mesmo. Era como se fosse uma corrente de boa disposição que dava a volta à mesa, mais uma volta e outra volta. Não estou a exagerar. Foi um encaixar de vontades.

Leave a Reply