Anda por aqui pouca gente.

Sempre fui um aluno como não se deve ser. Pelo menos não é aquilo que eu gostaria que as minhas minhocas fossem como estudantes. Porquê? Porque nunca estudei como devia ser. Não sei o que é ter um método de estudo. Saber, sei. É o meu, mas não é confiável para transmitir a terceiros. Fiz o secundário todo há muitos anos, tudo direitinho, mas sem estudar como deve ser, confiando na minha capacidade de compreensão nas aulas e na memória prodigiosa que tinha. Foi assim e correu tudo muito bem. O pior veio depois. Se bem que considerar pior uma outra forma de estar é relativo. Quando quero dizer pior, apenas me estou a referir a uma certa falta… de organização… que tenho e que, aliada à perda de memória, me deixa com alguma incapacidade para tratar de tudo como deve ser. Eu bem me tento convencer que o meu lado caótico é organizado e que tudo gira bem ordenado, mas começo-me a convencer que viver comigo pode ser cansativo, pese embora eu só tenha dois espaços onde ninguém deve mexer: a minha secretária e a minha mesinha de cabeceira. São dois espaços assustadores, cheios de papelada, livros e coisas sem nome.

Podia-me dar para outra coisa, mas como estou na Qualific@, cheio de estudantes à volta, deu-me para isto.

Leave a Reply