Para acabar de vez com a conversa.

Ele há coisas que começam a enervar. A primeira é que já chega de tentarem tirar o brilho à vitória do fêcêpê. A segunda é eu andar a perder tempo com semelhante treta. Portanto, duas coisas distintas, mas que estão intimamente ligadas. E como gosto da parte do intimamente, lá estou eu de novo a escrever sobre o assunto. É caso para se dizer: Irra, que é de mais! Voltando ao primeiro assunto, já muita coisa foi escrita, muitas anedotas circulam por aí e a galhofa está para durar. Estou-me a referir, claro está, ao apagão e à respectiva rega. Apesar disso esforço-me por encontrar qualquer coisita inovadora sobre o assunto mas apenas encontro um sorriso e um ainda bem que tal sucedeu. E digo ainda bem porque assim ficamos todos a saber de que massa são feitos os lampiões. Posto isto, que não foi muito porque andamos todos esgotados com os festejos, apraz-me dizer que não perder mais tempo com este assunto. Para o ano há mais (também já ouvi algumas gaivotas com esta treta…) e cá estaremos para o que der e vier, com a certeza de que a máquina já estará montada e pronta para o churrasco.

Leave a Reply